Suíça permitirá entrada de brasileiros totalmente vacinados contra Covid-19

Suíça permitirá entrada de brasileiros totalmente vacinados contra Covid-19

 A Suíça voltará a abrir as fronteiras para brasileiros totalmente vacinados, ou seja, que já receberam as duas doses da vacina contra Covid-19 a partir deste sábado, 26 de junho, informou nesta quinta-feira (24) o Switzerland Tourism, site do Escritório Nacional de Turismo Suíço.

Pessoas que já foram infectadas pelo coronavírus ou que nunca tiveram contato com o vírus e não foram vacinadas com as duas doses ainda não poderão entrar no país até que novas regras sejam estabelecidas, informou o escritório.

O certificado de vacinação deverá ser apresentado antes do voo e na chegada à Suíça. Segundo a Switzerland Tourism, são aceitas no país as vacinas dos fabricantes Pfizer/BioNTech, Moderna, Janssen, AstraZeneca, Sinovac (Coronavac), Sinopharm e Serum Institute of India, entre outras autorizadas pela Anvisa. 

A Suíça simplificou as listas de países considerados não-risco, alto-risco e com variante de preocupação (VOC), estabelecendo apenas duas listas de países: verde e vermelha. 

Por enquanto, o Brasil permanece na lista vermelha.

Os brasileiros poderão visitar o país para fins de turismo somente se estiverem completamente vacinados (1ª e 2ª doses ou dose única), e, assim, estarão isentos de quarentena e/ou teste PCR (que detecta a presença do coronavírus). As vacinas terão validade de 12 meses.

Ainda segundo o órgão de turismo suíço, pode ser feita a apresentação da carteira de vacinação digital pelo aplicativo do Ministério da Saúde. O viajante pode ainda viajar ao país europeu logo que tomar a segunda dose, sem a necessidade de esperar um tempo para a viagem.

Crianças poderão vacinar sem apresentação de teste de Covid-19 se os pais estiverem totalmente vacinados, já jovens entre 12 e 16 anos terão de apresentar um teste negativo para poder seguir viagem, informou o Switzerland Tourism.

Quem quiser visitar outro país europeu, deverá permanecer na Suíça por dez dias antes de seguir de carro ou fazer novo voo, segundo o órgão. Pessoas fora destas condições, deve consultar as regras de outros países que tenha intenção de visitar, informa o Switzerland Tourism.